• Home »
  • Artigos »
  • Como Feeds podem melhorar a vida de leitores e administradores de blogs

Como Feeds podem melhorar a vida de leitores e administradores de blogs

Há muito tempo que eu fiquei de lançar uma nova versão do artigo onde falei sobre o que eram RSS Feeds aqui no INFOmoz. Decidí lançar outra versão do artigo porque achei que aquele estava ultrapassado e difícil de entender, principalmente para quem numca ouviu falar sobre RSS Feeds, mas quer resolver os problemas que tem com a popularização da blogosfera. Para tornar o artigo mais interessante, vamos começar pela definição do problema, assim como nos ensinaram na escola. Lá no fim tem um detalhe especial, que tem a ver especialmente com o que aconteceu com o portal do “O País Online“.

O problema do excesso de blogs interessantes

Você seria capaz de saber o endereço de todos os blogs interessantes que você já visitou e gostaria de acompanhar? É praticamente impossível.. São vários blogs interessantes que as vezes nos esquecemos de visitar alguns deles. Outro problema é quando visitamos um blog e não encontramos nada de novo para ler… É o maior stress, e eu vivia esse stress antes de começar a usar todo o potencial dos Feeds.Agora imagine a possibilidade de em vez de você visitar blogs a procura de notícias, você apenas visitar uma página de Internet, ou abrir seu email para saber quais dos seus blogs preferidos foi actualizado? É o que eu faço sempre que acesso a Internet: Abro o meu Google Reader(depois explico o que é), e vejo a lista de novos artigos dos blogs que acompanho. Depois, só visito os blogs onde quero ler ou deixar comentários.

O que são RSS Feeds

Num sentido mais clássico, podemos comparar RSS Feeds ás assinaturas de jornais tradicionais: Quando você assina um Jornal, ele é entregue na sua casa ou no seu escritório todos os dias, você não precisa ir á agência ou sair para  comprar o jornal na primeira esquina da saida da sua casa… Ele virá até você, onde você decidir o receber! Blogs e portais modernos também tem essa capacidade. O editor do blog pode oferecer a possibilidade de os leitores subscreverem ao blog, para receber os posts via email ou outro dispositivo qualquer, sempre que um novo artigo é publicado no portal.

Mas… Eu vou perder leitores

É o que alguns blogueiros podem estar a pensar, mas não é exactamente esta a verdade. Quando você oferece serviços de RSS Feeds está a garantir que os leitores ficarão sempre atentos ao seu blog, e que eles voltarão ao seu blog sempre que houver conteúdo novo. É claro que para isso você terá que criar posts de qualidade, que incentivem a que os leitores visitem o seu blog mesmo depois de ler o artigo via Feed RSS, quem sabe para ler ou deixar comentários.

Como ofereço serviço de RSS Feeds no meu blog?

É muito simples se você usa uma boa plataforma de blogging, como blogspot, Wordpres, Joomla e outros. Basta você usar um serviço como Feedburner, que é só escolher as formas mais adequadas para distribuir seus Feeds. Entre as formas mais comuns, eu prefiro as inscrições por email ou via Google Reader. Todo o internauta usa email por algum motivo, e se encontrar um formulário para inscrição no seu blog não vai estranhar. Google Reader é um dos melhores leitores de Feeds e será bom incentivar os seus leitores a usarem serviços de qualidade. Eu não gosto muito de me inscrever por emails, prefiro o Google Reader mesmo. O Feedburner é auto-explicativo, não precisa de muitos manuais para usar.Se o seu site não possui Feeds, porque não usa plataformas modernas, você pode criar este serviço manualmente, ou pedir ajuda de alguem que conheça um pouco de programação e coisas de web 2.0(na realidade conhecer pouco não basta!!).

Como me inscrevo nos Feeds RSS de um blog

Também é muito simples! Há quem diga que na Informática tudo é simples!!!Primeiro você terá de escolher um serviço para ler Feeds. Já que estamos na Era Google, aconselho que use o Google Reader. Você só precisa usar o seu email do Gmail para acessar o Google Reader. Depois de acessar, procure o botão “inscrever Feeds” ou algo parecido, na lateral esquerda do Google Reader. Clicando neste botão, aparecerá um campo de texto para você digitar o endereço do site que pretende se inscrever. Experimento os seguintes endereços:http://oficinadesociologia.blogspot.comhttp://infomoz.nethttp://mznoticias.comhttp://atitude-gringo.comAssim, sempre que entrar no Google Reader novamente, você verá quantos artigos novos cada um destes sites possui, e só precisará visitar os que foram actualizados! Não se preocupe, que não existe limite de sites a adicionar. Sempre que você encontrar um blog ou site novo, adicione na lista, e quando ele deixar de ser interessante, é possível remover da lista também. A imagem abaixo explica tudo sobre o Google Reader. Veja o botão adicionar inscrição, os blogs divididos em categorias, etc. E note que apenas aparecem os blogs que possuem notícias que eu ainda não li. Assim que eu ler estas notícias, os blogs ficarão ocultos até serem actualizados!

Meu Google Reader, com parte das notícias não lidas

Como verificar se um site ou blog distribui Feeds?

Outra tarefa absolutamente simples. Experimente adicionar no Google Reader, se o site não possuir serviço de Feeds, você será notificado. Para quem usa o Navegador Firefox, basta olhar para a barra de endereços, ali onde está o endereço do site que está a visitar. A seguir ao endereço, ainda dentro da barra, apareceár um botão cor de laranja se o site ou blog possuir Feeds. Você também pode se inscrever nos Feed clicando directamente neste botão. Se não usao Mozilla Firefox, e ainda continua com o Internet Explorer 6 que veio com o seu Windows, saiba que está a perder o melhor da Internet actualmente: Use o Firefox!Os blogs do Professor Carlos Serra( Criados com blogspot), os meus blogs ( Usando WordPress) e o Jornal “O País Online”( Que usa Joomla) são exemplos de portais que oferecem Feeds. O portal do Jornal Notícias é um exemplo de um portal que não oferece Feeds… Falando nisso, parece que a comunidade que suportava as ferramentas usadas para a construção do “Noticias” foi a falência!!! Os responsáveis pelo portal terão de estar atentos para o que der e vier, ou então migrar para um mundo melhor, como eu aconselhei na análise que fiz a aquele portal.

E o detalhe sobre o “O País Online”?

Prometi falar disso no fim do artigo, e aqui está. Parece que o portal do Jornal “O País Online” foi mais uma vez sabotado por hackers, e estes colocaram uma notícia “interessantemente esquisita” lá. E o que isso tem a ver com Feeds? Calma que já agora saberás!A notícia foi imediatamente removida do portal, mas o detalhe é que o portal oferece um serviço de Feeds, apesar de não estar a ser aproveitado eficientemente, como o do blog TechCrunch por exemplo!!! Antes que a notícia fosse removida do portal, ela foi enviada via RSS para todos os leitores inscritos no portal.Eu não estava inscrito lá ainda, mas foi só fazer isso que tive acesso a notícia. Então, a notícia foi removida do portal, mas “Numca mais” será removida da Internet, pois o controle dos Feeds é da responsabilidade dos dispositivos de leitura que os utilizadores usam e não do portal que distribui… O Jornal pode solicitar que a Google, Mozilla, Hotmail, Yahoo! e todos os outros serviços que recebem Feeds removam esta notícia das suas bases de dados, mas isto é quase impossível ou demoraria muito tempo!Creio que não é muito difícil agendar Feeds para não serem enviados de imediato, como aconteceu no caso do Jornal “O País Online”, mas sim depois de algum tempo, basta que os desenvolvedores tenham algum domínio sobre as ferramentas que usam. Assim daria tempo de travar esta propagação de Feeds indesejados, bem como problemas menores como erros ortográficos em notícias!Na verdade, o facto de termos um sistema de gerenciamento de conteúdos gratuito e pronto a usar, não é suficiente para garantirmos a segurança dos projectos web que criamos usando estas ferramentas, e se tratando de web, todo o cuidado é pouco!  Nos testes que fiz no ano passado com Joomla, o software usado para a criação do portal do Jornal “O País Online”, este mostrou ser muito delicado quando o assunto é segurança, logo todo o cuidado é pouco…. Não posso afirmar que uma ferramenta seja mais segura que outra, pois ninguém sabe o que os Hackers são capazes de fazer para provar o contrário!E para terminar, que tal se increver no INFOmoz para receber as actualizações por email, ou então inscrever o INFOmoz no seu novo Google Reader?? O campo de subscrição está na lateral deste blog!

Receba nossas actualizações por email

Ver Campanhas anteriores.

(Visited 11 times, 1 visits today)
Share