Curso de Programação em Python Lição 5- Lista,Tupla,Dicionario

Bem vindos á quinta aula do curso de programação em Python.Este artigo faz parte do curso de programação em Python do INFOmoz. Para acessar outras aulas do curso, por favor visite o índice do curso de programação em Python . Comentários e dúvidas relacionados á esta aula poderão ser deixados na secção de comentários deste texto

Objectivos da quinta aula do curso de programação em Python

  • Conceito de sequências(arrays)
  • Tipos de sequencias em Python
  • Acesso a dados de sequencias

Sequências (Arrays) em Python

Em programação, muitas vezes torna-se necessário agrupar variáveis ou dados do mesmo tipo. Por exemplo, se quisermos fazer um programa para gerir uma turma, temos que criar variáveis para armazenar cada nome dos alunos da turma, depois outras variáveis para cada nota de cada aluno. Mas isso pode ser simplificado usando sequências. Sequências também facilitam muito no acesso á dados por meio de Strings, como veremos mais adiante.Já havia dito nas aulas anteriores que String é uma sequência de caracteres, agora vamos ver outros tipos de sequências em Python:

Lista

Uma das mais importantes sequências em Python é a lista.A sintaxe da lista é:

lista=[dado1,dado2,dado3,....]

Exemplo:

lista=[“Elisio”,18,”Estudante”]

Nesta altura do campeonato ainda preciso te lembrar de abrir o IDLE para ir experimentando os exemplos? Espero que não!!! Note que diferentemente dos arrays de outras linguagens de programação, as listas em Python podem conter dados de qualquer tipo, mesmo uma mistura de tipos, até pode conter outras listas,veja os exemplos:

>>>lista1=[“Eu”,”Tu”,”Ele”]>>>lista2=[10,11,12]>>>lista3=[15,”sim”,”nao”]>>>lista=[lista1,lista2,lista3]>>>lista (veja a saida)

Para acessar “a dados de uma lista usa-se o mesmo princípio que para Strings, sendo assim:

lista1[1]“tu”>>>lista[1][10,11,12] # imprime a lista 2 que é o objecto que está na posição 1 da lista>>>lista[1][2]12

Aqui, você ja deve ter imaginado como trabalhar com Matrizes em Python né? Ainda não? Não se preoucupe teremos exemplos mais adiante. Tal como no caso de Strings, em Python também usamos o operador + para indcar concatenação:

lista1+lista2[“Eu”,”Tu”,”Ele”,10,11,12]

Mas só podemos concatenar listas com listas,o exemplo a seguir dará um erro porque não é possivel concatenar lista com um inteiro:

lista+2Traceback (most recent call last):File “”, line 1, inlista+2 TypeError: can only concatenate list (not “int”) to list

Não se preoucupe em decifrar essas mensagens agora, tal como disse, veremos na próxima aula. Também podemos acessar os dados da lista na ordem inversa. O último elemento é [-1], o penultimo [-2] e assim por diante.A função “len” que vimos em Strings também é válida para listas e devolve o seu tamanho:

len(lista1)3

Ao contrário de Strings, podemos alterar o valor em uma determinada posição da lista:

>>>lista1[2]=”ninguem”>>>lista1[1]=2>>>lista[1]=lista[0](Verificar os resultados)

E podemos também aumentar o seu tamanho com a função append:

>>>lista1.append(2)>>>lista1(verificar o resultado)

Ou ainda diminuir com a função remove:

>>>lista.remove(valor) #remove o valor indicado da lista, se não existir retorna uma mensagem de erro.>>>lista.remove(lista[posição]) #remove o valor na posição indicada.

Experimente essas funções com as listas anteriores.

Tuplas em Python

As tuplas são sequências como listas, mas com uma diferença, as tuplas são imutaveis como Strings. A sua sintaxe é:

tupla=(dado1,dado2,...)

Note que aqui são parenteses curvos e não rectos como listas Com as tuplas podemos fazer o chamado “Packing-Unpacking” que é muito comun em programas Python:

nome,idade=”Elisio”,18

Ou ainda trocar valores de variaveis facilmente:

a,b=b,a

Quem já programou em outras linguagens já pode notar o quanto Python é simples. 

Dicionários em Python

Os dicionários não são sequencias, porque não são indexados sequêncialmente como listas ou Strings, mas através de chaves. A sua sintaxe é:

dicionario={chave1:dado1,chave2:dado2,....}

Exemplo:

>>>aluno={‘nome’:’Elisio’,’idade’:18,’profissao’:’Estudante’}>>>aluno(verificar o resultado)

Para adicionar um dado á um dicionario é só fazer:

aluno[‘classificacao’]=’aprovado’aluno(verificar o resultado)

Asssim criamos um dado aprovado, cuja chave é classificação Para obter um valor de uma chave:

>>>aluno[‘idade’] 18

Podemos também alterar o valor de uma chave, assim:

>>>aluno[‘classificacao’]=’reprovado’

As funções disponiveis para dicionario são:

>>>dicionario.keys() # retorna todas as chaves do dicionario>>>dicionario.has_key(chave) #retorna true se o dicionário possuir a chave indicada e false caso contrário.>>>dicionario.items() #retorna o par chave/item.

Experimente esssas funções com alguns dicionários enquanto vamos para a lição 6, onde falaremos de erros, excepções. E se te dizer que daqui a duas aulas farás programas completos e alguns games?Comentários relacionados á esta aula poderão ser deixados na secção de comentários deste artigoNos vemos na sexta aula do curso de programação em Python

Receba nossas actualizações por email

Ver Campanhas anteriores.

(Visited 316 times, 1 visits today)
Share